quarta-feira, 30 de dezembro de 2009

Preparado Para Ser Desapontado

3 comentários
É possível que após um longo período de trabalho entre os irmãos , com a saúde debilitada e sem meios de continuar no exercício do ministério dentro da igreja , percebas que ao invés de demonstrações de respeito por tua fidelidade e esforço na obra observas apenas o silêncio de quase todos...

Então, obviamente irás se perguntar se valeu a pena ?
A pergunta a se fazer não é nunca se vale a pena, mas se é com amor!
Ora, se trabalhas com amor lembra que até um copo de água fria dado tem seu galardão e considera que sem amor a distribuição de uma fortuna aos pobres ou mesmo a entrega do próprio corpo para ser queimado, em nada nos aproveita.

Não se aflijas se no teu tempo o trabalho não cresceu em número de pessoas sentadas nos bancos da igreja, pois DEUS nos recompensará segundo nossa fidelidade a Verdade e não de acordo com os numéros alcançados.

Lembra-te que assim como DEUS pediu, Noé fez, porém somente 8 pessoas entrarão na arca no meio de uma geração inteira! Recorda que Jeremias pregou 23 anos, sem aparente sucesso, pois no fim contemplou o povo ir para o exílio. O verdadeiro crescimento as vezes a gente nem enxerga, pois é para dentro de cada um.

Uses o púlpito, os cargos e outros meios, mas não se apaixones por nada para que quando for necessário deixes para outro para benefício do Evangelho.

Ora, um fariseu amante de título, de posição, de lugar de destaque e de glórias humanas jamais consegue entregar nada a ninguém, tu pois sejas discípulo de Jesus.

Aliás, o que importa não é onde você está, mas onde tua vida coopera para o evangelho chegar. Paulo achou vantajoso estar preso quando então muitos tomaram ânimo e pregaram ainda mais!

E João Batista achou melhor diminuir para que Jesus crescesse!

Deixar púlpito, cargo, ir para um lugar com menor visibilidade não são sinais de término de carreira. Para dar fruto não se necessita do púlpito, nem de cargo e nem de qualquer outra coisa, para dar fruto é só permanecer na Videira Verdadeira, como Jesus disse.

A mensagem não está somente atrás do púlpito. Cada gesto, cada fala, cada olhar, cada modo traz uma mensagem. Com tempo e esforço se faz uma mensagem, porém o trabalho de DEUS em nós leva anos e aí a vida começa falar mais que muitas pregações!

Regozija, pois ELE vem para dar a cada um segundo a sua obra.
Jesus outorgou dons e o privilégios de serviço aos homens, mas a entrega da recompensa faz questão e tem prazer de faze-lo pessoalmente.

Alessandro D. Corrêa

terça-feira, 22 de dezembro de 2009

Quantas vezes você pertence a Deus ?

0 comentários

As flores que se espalharam pelo campo pertencem a Deus.
As flores que foram presas no jardim também pertencem a Deus.
A cura do doente que não foi ao médico pertence a Deus.
A cura do doente que ficou horas no centro cirúrgico, pertence a Deus.
A luz do sol, pertence a Deus.
A luz gerada com todos os kWh também pertence a Deus.

Tudo vem de Deus, diretamente ou indiretamente vem dEle e pertence a Ele e sem Ele nada podemos fazer, criar, produzir ou inventar.

Sabe o que na Terra, pertence a Deus mais vezes ?

Seus filhos, esses são “propriedade exclusiva do Senhor “ 1 Pedro 2:9.

Quando avaliamos o grau de propriedade de toda criação, encontramos dois (2) direitos pelo qual garante ser propriedade de Deus.

Direito da Criação : Deus foi o Criador, do nada formou, sem a ajuda de ninguém, criou.

Direito de Preservação : Deus provê a manutenção para o sustento da vida, ele é o Mantenedor

Os animais pertencem a Deus por direito de criação e preservação
Os minerais pertencem a Deus por direito de criação e preservação.
A humanidade (sem Jesus) pertence a Deus por direito de criação e preservação.

Mas quando analisamos quais são os direitos que garantem que os filhos de Cristo pertencem a Deus, não encontramos apenas dois direitos ( o da criação e da preservação), mas sim três direitos, o da criação, o da preservação e o direito da remissão.

Você já pagou por alguma coisa que já era sua ?

Pois então, Deus fez isso por você, quando Jesus morreu na Cruz ele estava “dando a sua vida em resgate de muitos”, (em resgate de quem já era dEle mas tinha sido roubado pelo diabo) estava pagando outra vez pela sua propriedade, estava te remindo. Remir significa adquirir de novo (resgatar) Heb 9:22.

Você pertence a Deus três vezes, ninguém no mundo físico ou espiritual pode reivindicar ser seu proprietário, você é propriedade peculiar de Deus. Lembre-se também, que você não pertence nem mesmo a si próprio, como diz João Calvino “Nenhum verdadeiro cristão pertence a si mesmo”.

Alan Corrêa

domingo, 29 de novembro de 2009

Precisa-se de Pregadores !

4 comentários
A pregação é o meio pelo qual Deus fala a sua igreja, é nela que vidas recebem setas indicativas em meio a deserto.

Muitos ainda esperam ansiosamente o momento da pregação para ouvir a vontade de Deus, já outros não tem mais paciência e nem essa esperança (De ouvir Deus falar na pregação) e acabam indo buscar a voz de Deus fora da Palavra, com videntes, "mães de santos pentecostais", "profetas cobradores de impostos" entre outros.

"Fiz uma aliança com Deus: que Ele não me mande visões, nem sonhos, nem mesmo anjos. Estou satisfeito com o dom das Escrituras Sagradas, que me dão instrução abundante e tudo o que preciso conhecer tanto para esta vida quanto para o que há de vir." (Martinho Lutero).

Boa parte da culpa de muitas pessoas se desviarem da palavra verdadeira é dos pregadores, que já não se empenham em trazer um sermão bíblico, em seu lugar entrou a arte do sermão que é mais envolvida com a retórica do que com a verdade.

O objetivo da pregação em muitos púlpito é alegrar o povo, falta-nos pregadores como Agostinho, que não pregava para impressionar o povo, mas para levá-los para o céu.

Os pregadores de hoje tem tanto talento e criatividade para acrescentar imaginações nas escrituras que deveriam buscar uma oportunidade em HOLLYWOOD.

Não fomos chamados para pregar sobre a Bíblia mas para pregar a Bíblia.
Alan Corrêa - Veja mais sobre pregação : Aqui

sexta-feira, 27 de novembro de 2009

Shai Linne

1 comentários
Esse RAP é do Shai Linne com citações do Jonh Piper, eu gostei muito, tem teologia misturada com rima, e acho que meu cunhado (Juninho) vai curtir mais que eu.





Alan Corrêa

segunda-feira, 23 de novembro de 2009

O Que Jesus diria para o Google ?

4 comentários

Vivemos uma época em que não aceitamos esperar por nada, dos serviços prestados hoje,os que mais crescem são aqueles que atendem de imediato às nossas necessidades.

Essa cultura pós-moderna gerou pessoas que não querem ter que esperar, e isso acontece também quando o assunto é informação, infelizmente.

O google oferece uma resposta rápida a todas as perguntas pesquisadas e isso não gera mais formadores de opinião mas sim "transmissores de opinião".

Nós sabemos que uma forma de explorar a mente humana é questionando, fazer com que o individuo desenvolva seu raciocinio, as perguntas confrontam nosso pré-conhecimento e nos ajudam a tirar nossa própria conclusão.

Jesus nos quatro evangelho recebeu aproximadamente 183 consutas (perguntas), e apenas 3 Ele respondeu diretamente, outras tantas Ele respondeu com párabola, silêncio e muitas outras Ele respondeu com outra pergunta. A finalidade desse método era criar mentes pensantes.

Jesus foi referido por alguns comentaristas na versão original em latim do Evangelho de Marcos, como "o grande inter-RoGator," Aquele que faz perguntas.

Alguns estudos chegam a mostrar que Jesus fez aproximadamente 307 perguntas mesmo assim em suas conversas não sobrava interrogações antes sobrava conhecimento. Todas pergutas feitas a Ele tiveram resposta até mesmo por que Ele era a resposta.

Nós não devemos buscar apenas uma informação superficial, elas calam nossas dúvidas muito rápido, precisamos de formação, a informação nos sastisfazem mas a formação nos capacita.

Alan Corrêa

domingo, 15 de novembro de 2009

1° Aniversário

0 comentários

Esse mês vai completar um ano que nosso blog esta no ar, voando baixo em meio a tantos outros pássaros maiores.

Nosso objetivo foi alcançado desde o principio, pois como foi postado em uma das postagens por Alessandro " Obrigatoriamente você não precisa ser o primeiro e nem o mais completo escritor a tratar de nada, porém se o que vai escrever pode acrescentar algo e vir a beneficiar a uma só pessoa, e ainda que ela seja você mesmo, mãos a obra! "

Quero agradecer os mais de 3.000 acessos que foram feitos. Muitos desses por pessoas que entraram sem querer, outros por amigos, e alguns que entram porque achou aqui algo que procuravam.
Obrigado
Alan Corrêa

domingo, 8 de novembro de 2009

Jesus, O Itinerante

2 comentários
"E percorria Jesus todas as cidades e aldeias" Mateus 9:35

Jesus sem dúvidas nenhuma foi um verdadeiro itinerante em seu ministério. Um homem sem endereço, sem teto, mas nunca sem rumo. Ele sabia onde estava e sabia onde queria ir, estava com os pecadores e queria ir onde estavam outros pecadores.

Jesus nunca viajou mais de 200 km de sua cidade natal mesmo assim alguns
estudos mostram que Ele em três anos de ministério caminhou aproximadamente 50 mil km, e isso a pé.

Era fácil saber onde Jesus estava por conta de sua fama que corria rápido, mas chegar onde estava podia custar até dias de viagem. Se em sua época Jesus fosse onipresente seus conterrâneos dariam maior valor do que nós nos dias de hoje (que o temos como onipresente).

Muitas das distâncias que Jesus percorreu foi para curar paralíticos, libertar oprimidos e anunciar salvação, horas de viagem em favor do povo de sua época.

Mas lembre-se sempre que os últimos 650 metros (Na Via Dolorosa) que Jesus caminhou foi por mim e por você.

Alan C. Corrêa

segunda-feira, 2 de novembro de 2009

Jesus, O Pregador

0 comentários
Você convidaria para ministrar em sua igreja e ainda anunciaria com faixas, banners e vinhetas nas rádios uma conferência com um preletor que tem só 3 anos de ministério ? Que passou 30 anos de sua vida em uma cidade sem valor ? Um homem sem aparência? Sem riqueza ? Que nunca escreveu um livro? Nem nunca foi visto em companhia dos doutores da lei ? Que falava contra a religiosidade do povo? Que era amigos de pecadores? Que não era aluno de nenhuma das universidades de sua época? Que não era doutor em dinvindade ?
Se você respondeu não, você perdeu a oportunidade de ouvir o maior de todos pregadores, Jesus.

Sua pregação parava o mundo ao seu redor, as pessoas comprometidas, que não tinham tempo para ouvi-lo passavam em câmera lenta para ao menos escutar uma de suas frases. Quando pregava parecia um arqueiro atirando flechas nos corações de seus ouvintes, nunca errava o alvo. Sua sabedoria excedia a dos gregos e operava sinais maiores do que os de Moisés.

O Povo estava acostumado com os ensinamentos dos escribas, esses tinham potencial para ensiná-los, mas devia transmitir apenas o que estava escrito e no muito citar o pensamento de um rabino conhecido, nunca um escriba se atreveria a acrescentar algo que não estava na Lei em seus ensinos. O Povo também lembrava de como era a pregação dos profetas do tempo de seus pais, homens cheios de graça e de coragem, que ia para o meio da cidade e com autoridade, dizia “ Assim diz o Senhor”.

Mas agora aparece Jesus, que não se limitava ao que estava escrito na Lei (como os escribas), nem dizia “ Assim diz o Senhor” (Como os profetas), mas aparece dizendo “ Eu vos digo”

“ Ao concluir Jesus este discurso, as multidões se maravilhavam da sua doutrina; porque as ensinava como tendo autoridade, e não como os escribas” Mateus 7:28,29
Alan Corrêa

terça-feira, 27 de outubro de 2009

Hipocrisia, desvie dela !

0 comentários
Ai de vós, escribas e fariseus, hipócritas! pois que sois semelhantes aos sepulcros caiados, que por fora realmente parecem formosos, mas interiormente estão cheios de ossos de mortos e de toda a imundícia. Mt 23:27

Jesus não aceitava a hipocrisia, e muitas vezes confrontava os fariseus duramente a respeito. Na passagem citada acima ele os chama de “Sepulcro Caiado” (tafoiv kekoniamenoiv).
O contexto literal do versículo mostra que Ele quis dizer, que os fariseus tinham uma “bela aparência por fora mas por dentro estão cheio de ossos mortos e toda espécie de imundícia
Mas qual é o significado de Caiado? E o que o Contexto cultural nos diz a respeito dessa expressão?
Kekoniamenoiv no grego, foi traduzido como Caiado em português, que é o mesmo que embranquecido, coberto com cal ou pintado a cal.
Muitas vezes os judeus pobres enterravam seus mortos nas estradas ou em campos. Como o Judeu (por causa da lei) não podia de forma alguma tocar no lugar onde estava um cadáver, tinham o costume de um mês antes da Páscoa pintarem o exterior desses sepulcros de forma que pudesse ser visto até mesmo a noite, evitando assim o contato proibido e indesejado com o mesmo.
Por isso eram todos iguais, por fora branco (Caiado), uma cor de pureza, mas por dentro só podridão.
Os Judeus desviavam o caminho de qualquer "Sepulcro Caiado" que encontravam no caminho. Mas Jesus esta ensinando as multidões (Mt 23:1), que elas devem se preocupar em desviar não das sepulturas mas dos fariseus (Hipocritas), esses sim podem torna-los impuros.
Alan Corrêa

domingo, 18 de outubro de 2009

Estacionamento para veículos, motocicletas e planeta Terra.

1 comentários
Bem, nós sabemos que a ciência mostrou com clareza que quando Josué orou não foi o sol que parou, mas sim a Terra.

Mas falta a ciência explicar o que aconteceu com a leis da física no instante em que a Terra estacionou.

A velocidade do movimento da Terra em torno de seu eixo é de aproximadamente 1700 Km/h e a energia cinética de um corpo como a Terra simplesmente desapareceu no dia que parou, caso não tivesse desaparecido os inimigos de Josué teriam sido arremessados a quilômetros de distâncias o que daria a vitória instantânea a Josué caso seu exército não fosse arremessado com a mesma intensidade.

Se a crosta terrestre em baixo das águas do oceano parar, haveria poderosos maremotos que viajaria centenas de quilômetros inundando tudo, provavelmente Josué precisaria da arca de Noé para sobreviver na Terra depois que ela parou.

O interessante é que não existe evidências da geologia para tais eventos, com isso muitos cientistas dizem que a Bíblia não é verdadeira porém nós dizemos que o milagre foi maior do que pensamos, pois quando a Terra parou Deus operou um milagre para cada molécula de ar e da água.

Alan Corrêa
Veja mais sobre milagre e física : Aqui
Veja mais sobre milagres ainda maiores: Aqui

segunda-feira, 12 de outubro de 2009

Uma interpretação pra lá de estranha...

0 comentários

Às vezes, fico surpreso com comentários que leio à respeito de textos bíblicos, os comentaristas, chegam ao cúmulo de colocarem opiniões sem o menor constrangimento de cair no ridículo por exemplo: O texto de Genesis 24.2 - “Disse Abraão ao seu mais antigo servo de sua casa, que governava tudo o que possuía: Põe a tua mão debaixo da minha coxa”


O texto hebraico diz assim: (Va-iomé Avrahâm el av’ dó zekân beitó há-moshêl bê-Hol-asher-lo)”Va-iomé Avrahâm el av’ dó zekân beitó há-moshêl bê-Hol-asher-lo”


Alguns comentaristas afirmam que o texto está referindo-se ao juramento colocando a mão no órgão genital. Primeiro é importante lembrar que um homem honrado como Abraão, este ato jamais seria aceitável ou respeitoso.


Em segundo lugar, o texto literalmente se refere a parte posterior, ou seja a coxa, mais próximo as nádegas, mas é coxa mesmo!.


Esse tipo de comentário estranho, coloca o leitor em uma situação de dúvida, e ao mesmo tempo, apresenta um despreparo de alguns expositores da Bíblia. Precisamos seguir o conselho de Jesus: “Errais por não conhecer as escrituras e nem o poder de Deus”

Tony Pereira - Veja mais sobre texto fora do contexto : Aqui

domingo, 27 de setembro de 2009

Quem é Jesus ?

2 comentários
Quando Jesus foi para a cidade de Cesareia de Filipe, Ele então faz uma pergunta a seus discípulos, com o objetivo de saber se todo aqueles (aproximadamente) 3 anos juntos, são suficientes para terem convicção de quem Ele é.

“ Quem vocês dizem que eu sou ? "
(Mt 16:15)
Os discípulos souberam responder com precisão a essa pergunta. Mas mesmo depois de mais de 2000 anos passados, muitos ainda estão completamente enganados em relação a quem é Jesus.

Os Mórmos responderiam a esta pergunta dizendo que Jesus é o espírito do irmão de Lúcifer.
Os Testemunhas de Jeová diriam que Jesus é o Arcanjo Miguel.
A Nova Era responderia que ele é um mensageiro Avatar.
O Catolicismo diria que ele é o filho de Maria.
O Budismo lhe daria o título de Iluminado.
Enquanto o Islamismo responderia que ele é o Penúltimo dos Profetas.
E os Espíritas responderia que ele é alguém que teve um Espírito Evoluído.

Mas nós sabemos que Ele é Deus, o Cristo, o Alfa e Ómega o Salvador do Mundo.
Esse vídeo abaixo mostra quem é Jesus !!!.
Alan Corrêa

sexta-feira, 25 de setembro de 2009

As leis da fisíca são para os homens

0 comentários
As leis da física que conhecemos hoje, sempre existiram, o homem foi quem a descobriu e Deus foi quem as criou. Mesmo assim o homem que a descobriu acabou sendo mais admirado do que Deus que as criou, isso nós chamamos de inversão de valores.

Muitos cientistas subiram ao pedestal e se sentiram deus em suas descobertas, mas alguns sabiam que eram apenas descobridores, Albert Einstein, disse certa vez “Eu apenas traço as linhas que fluem de Deus”

Alguns cientistas que descobriram leis da física as quais explicam fenómenos que por séculos era mistério acabaram permanecendo ateu, porque foram capazes de descobrir leis, mas não foram capazes de descobrir o Legislador.

Eu tenho dificuldade de entender como um ateu acredita em uma lei da natureza mas não acredita que existe um legislador que criou a lei e a sustenta, como diz Louis Nizer “A melhor resposta a um ateu é oferecer-lhe um bom jantar e perguntar-lhe se ele crê que existe um cozinheiro.”

As leis da física foram criadas por Deus, mas não para Deus, mas sim para o homem, a fim de proporcionar a humanidade condições de vida sustentável.

Deus não precisa das leis da física, o homem é quem precisa é por isso Deus não está sujeito as leis, se alguém quiser entender milagres do ponto de vista da física é bom partir desse princípio que as leis limitam o homem não a Deus e que milagres se entendem do ponto de vista da fé.

Alan Corrêa, veja mais sobre leis da física: Aqui

segunda-feira, 7 de setembro de 2009

A oferta da viúva

1 comentários

Jesus está no templo ensinando, sua mensagem está colocando sinalização no caminho dos discípulos, indicando: cuidado, hipócritas na pista.

Trata-se dos mestres da lei, usurpadores que tomaram para si a responsabilidade de interpretar o antigo testamento, são escribas que se auto-denominaram lideres de uma religião superficial e apóstata como eles.

Esses falsos mestres, fazem questão de serem saudados, veneram roupas especiais, cadeiras de destaque e lugares de honras, além de tudo devoram as casas das viúvas (Mc 12: 38,41).

Até as viúvas que deveriam ser amparadas, se tornavam vítimas desses hipocritas. Após a morte de seu marido, os escribas deveriam nomear um homem piedoso para tratar de seus negócios financeiros, eles assim faziam, mas com o objetivo de devorar suas casas, a palavra devorar, no grego não sugere “comer toda suas dispensas” como no português, mas sim consumir completamente todos os seus bens.

Enquanto Jesus denúncia esses escribas, entra no lugar do tesouro, uma prova do que ele estava dizendo, é uma pobre viúva com sua pequena oferta (duas moedas).

Ela vai dar tudo para o templo, porque os seus tutores gananciosos e materialista a ensinaram assim, ela não é um exemplo de quem dá com generosidade, como os tele-evangelistas da prosperidade pregam.

Ela é um lamento de Jesus, é um exemplo vivo do que a religião estava fazendo com as pessoas. E a indignação de Jesus é tanta, que no mesmo contexto, quando Ele está saindo do templo, profetiza que não vai ficar pedra sobre pedra daquele templo, que era palco da manipulação de falsos mestres e covil de ladrões.

Alan Corrêa - Veja sobre evangelho da prosperidade : Aqui

segunda-feira, 31 de agosto de 2009

Tocando os intocáveis

0 comentários
Jesus tocou em muitas pessoas (Mt 8:3, 9:20, 9:29, 17:7...), algumas até não deveria ter tocado, pois para os judeus elas eram consideradas impuras (prostitutas, coletores de impostos, leprosos e até mortos).

Ele nunca se limitou em ter um contato a distância com as pessoas, Ele sempre permitia ser tocado e parecia até fazer questão de tocar os calmos e desesperados, ainda que isso pudesse causar escândalo para os judeus.

O ato (tocar) que fazia parte da maneira como Jesus se relacionava a quase dois mil anos atrás, passou a ter significado e a ser recomendado só agora.

Hoje em dia o contato físico na expressão de um simples toque é recomendado a todos os que têm que se relacionar com pessoas em situações difíceis ou não, especialistas garantem que um simples toque pode desbloquear emoções, pode trazer moderação e reversão da ansiedade daquele que está recebendo o toque..

Tocar em algo impuro na época de Jesus era anormal, absurdo e contra a lei. Quem tocasse em alguém nessas condições (impuro) deveria passar pelo processo de purificação com os sacerdotes, pois se tornava impuro.

O interessante é que Jesus em nenhum momento passa por esse processo de purificação, só em uma única ocasião Jesus para os judeus se torna impuro duas vezes, por uma mulher com fluxo de sangue que o toca e por tocar em uma menina morta (filha de Jairo) e em nenhum momento ele passa pela purificação, Ele nunca se tornava impuro.

Alem do mais, o processo de purificação iria afastar Jesus do convívio social, dependendo até uma semana (Numeros 19:11), e umas das coisas que Jesus não queria era ter que ficar longe do povo, longe dos desprezados intocáveis.

Alan Corrêa - Veja mais sobre : Aqui

sábado, 29 de agosto de 2009

Cruz, a Loucura.

0 comentários
A palavra da cruz é loucura para os que perecem, mas para nós , que somo salvos é o poder de DEUS, escreveu Paulo aos coríntios.

Os judeus buscavam sinais, e os gregos sabedoria, entrentanto Paulo continuava a pregar Cristo crucificado; escândalo para os judeus que esperavam um Messias triunfante a semelhança de Davi, e loucura para os gentios que desprezavam um Deus que mostrara ser incapaz de salvar a si mesmo.

A cruz será sempre um escandâlo para os sábios segundo este mundo, entretanto, encontramos na imagem da cruz respostas para muitas perguntas.

Deus conhece as dores do mundo?
É mesmo sem medida o amor de DEUS?
DEUS prova o seu amor para conosco?
É DEUS , de fato, tanto Justo como Misericordioso?
Será que DEUS pune os pecados?
Será mesmo que exise inferno?
As boas obras são suficientes?
Custou alguma coisa a salvação pela graça?
Qual o valor DEUS atribui ao homem e qual sua disposição pra resgata-lo?
Tem o o salvo do que se gloriar?

" Não há nenhuma palavra na Bíblia que seja extra crucem, que possa ser entendida semreferência à cruz." Martinho Lutero

Muitos sucumbiram a tentação e deixaram de pregar a cruz de Cristo a fim de atender as ambições humanas e não ferir o orgulho dos homens, visto que se de fatos fossemos bons nunca DEUS haveria antes da fundação do mundo erguido um por um momento. Vá a sepultura vazia e comprove se o que foi feito na cruz foi aceitável a DEUS ou não?

Alessandro Corrêa - Veja mais sobre a Cruz: Aqui

sábado, 22 de agosto de 2009

Milagres Ainda Maiores

0 comentários
Para quem está em Israel, nas proximidades do Mar da Galiléia, uma boa dica para a fome é saborear um delicioso “Peixe de São Pedro”. O prato é popular nos restaurantes da região e atrai turistas de todos os lugares.

Trata se de um peixe típico do Mar da Galiléia, chamado Musht, o qual para muitos seria o peixe que Pedro pescou para pagar o tributo. O motivo dessa dedução é justamente a forma peculiar de como esse peixe cuida de seus filhotes pequenos, ele os mantêm todos em sua boca e quando estão maiores o suficiente para enfrentarem o mar sozinho, o Musht coloca em sua boca uma pedra ou algum objeto para incomodar seu filhotes a saírem de sua boca e serem independentes.

O interessante é que se o peixe que Pedro pescou foi mesmo o Musht, como dizem, isso significa que o milagre dessa pesca é maior do imaginamos. De acordo com Mendel Nu, uma autoridade sobre os peixes do Mar da Galiléia, o Musht é um peixe que se alimenta somente de plânctons e que por isso só pode ser pescado com redes.

Como então o Musht foi atraído pelo o anzol se ele só se alimenta de plânctons ?

Deus na sua Onisciência sabia de um peixe que tinha em sua boca o dinheiro para o tributo e na sua Onipotência fez um peixe que se alimenta só de plânctons fisgar um anzol, e ainda o anzol da vara de um homem chamado Pedro.

Alan C. Corrêa - Veja mais sobre peixes: Aqui

sábado, 8 de agosto de 2009

1 comentários

Enquanto outros livros informam e poucos reformam, só este livro transforma.

T. Pierson

Já pensou porquê a bíblia é a Palavra de Deus?

PRESENÇA DE PROFECIA

Nenhum outro livro sagrado ou de outra religião traz profecias.
Um terço da bíblia é composta de profecias.
Na bíblia DEUS conta a história antes dela acontecer, daí não se pode atribuir o cumprimento ao acaso ou aos deuses...
Jesus cumpre 300 profecia na sua vida e na sua morte 25.
DEUS cita com 120 anos de antecedência o nome do rei da Pérsia que vai conduzir o povo eleito de volta a Jerusálém - CIRO
Profecias sobre a história de nações e particularmente do povo judeu, de fênômenos naturais, da conduta do homen nos últimos tempos.
Enfim,é seu jornal de amanhã na sua porta hoje.

ACURAÇÃO HISTÓRICA

Os nomes históricos, as cidades , os lugares, os impérios podem ser comprovados.
A bíblia tem sido uma bussola para a arqueologia.
Os livros escritos por Lucas tem uma introdução impressionantemente histórica.

ACURAÇÃO CIENTÌFICA

Isaías disse que a terra é um círculo aproximadamente 2200 anos antes da ciência, até então isso foi considerado devaneio e dava Inquisição.
Jó, o livro mais antigo da bĩblia, diz que DEUS suspende a terra sobre o nada.

CONCORDÂNCIA


O velho testamento demorou cerca de 1400 anos para estar completo, depois temos 400 anos em que nada foi escrito, e mais 50 anos para completar o Novo Testamento.
Cerca de 40 escritores, com 19 categorias de profissões diferentes, em 19 países diferente, escrevendo em épocas diferentes, totalizando os 66 livros do canon.
A impossibilidade de combinarem algo entre si é total.
Como no final todos concordam? Ninguém sabia particularmente que seu escrito faria parte de um único Livro!
Só posso ceder a lógica de que um Maestro regia a orquestra!

Alessandro Corrêa

sábado, 1 de agosto de 2009

Substituição

0 comentários
Jesus Cura um leproso - Marcos 1:40,41

A narrativa desta cena é apresentada pelos três escritores dos evangelhos sinópticos com detalhes diferentes, mas com ênfase na mesma frase “ Estendendo a mão, tocou-lhe”.

Jesus não precisava tocar fisicamente neste leproso para depois o curar, um dia Ele em Caná da Galileia, curou o filho do oficial do rei que estava doente, em Cafarnaum, a quase 32 km de distancia (João 4:46...). Mas mesmo assim Ele toca no leproso, e a multidão deve ter ficado perplexa, sem respiração, afinal tal ato estava proibido na lei de Moisés.

Seria normal Jesus tocar no leproso após ele ter sido curado, mas é loucura tocar no leproso antes de sua cura. Jesus inverte a ordem, e nós ainda não aprendemos a fazer o mesmo. Só conseguimos demonstrar afeto as pessoas que já foram limpas (salvas), já aquelas que ainda continuam em seus pecados (leprosas) não somos capazes de devotá-las amor.

Queremos perto de nós apenas os que estão sãos, quando Jesus o tempo todo queria os que são doentes.

Para os judeus, a pessoa que tocar em um leproso fica no mesmo instante impuro. Jesus toca e o leproso se torna puro, e Ele passa a se considerado para muitos dos judeus impuro (cerimonialmente).

Sendo a lepra símbolo do pecado (Impureza espiritual), a imagem que temos desta cura é a da substituição que ouve na cruz, é como se Jesus tivesse tornado impuro para o leproso torna-se puro. Na manjedoura o Verbo se torna Filho do homem para nos tornar filho de Deus e na cruz o Filho do Homem se torna maldição para nos tornar Santo.

Alan C. Corrêa

domingo, 5 de julho de 2009

Pregação para jovens

2 comentários


Essa é uma pregação para jovens. Durante muito tempo se ouvia falar que os jovens eram a igreja de amanhã. Na verdade os jovens são a igreja de hoje o que acontece é que se espera dos jovens de amanhã, maior ímpeto em relação aos de hoje.

A bíblia esta cheias de jovens que fizeram a diferença, isso deve ao fato de que na ocasião exigiam se muito deles.

Paulo diz para Timóteo ” Sê um exemplo para os fiéis na palavra, no procedimento, no amor, na fé, na pureza.” , esse era um caminho inverso até nos dias de hoje, os fiéis que Paulo se refere, eram os anciãos da igreja primitiva, homens como Crescente, Tito, Marcos e Lucas. O normal são os mais velhos servirem de exemplo para os mais novos, mas nesta recomendação Paulo inverte o comum e exige do jovem Timóteo o que não exigem dos jovens de hoje, uma maior responsabilidade.

Paulo faz isso por um único motivo, ele sabia que os jovens são fortes, João também pensava assim e escreveu “ Jovens , eu vos escrevi, porque sois fortes 1Jo 2.14”

E a historia provou que os jovens tem a força.

Lutero, tina apenas 31 anos de idade quando as “95 teses” afixadas na porta da Igreja do Castelo de Wittenberg.
Calvino, tinha apenas 27 anos de idade, quando revolucionou a França ao ponto de ter que fugir para Genebra para não ser preso.
Mody, tinha somente 25 anos, quando em Chicargo sua escola dominical tinha mais de 1000 crianças, o fato chamou a atenção de todo mundo nos EUA, ao ponto de o presidente americano Abraham Lincoln visitar a escola.
Billy Graham, com 30 anos, já havia pregado para mais de 210 milhões de pessoas em 185 países.
Martin Luther King, tinha 26 anos de idade, quando liderou um movimento contra a desigualdade racial, foi preso e teve sua casa atacada. Se tornou também a pessoa mais jovem a receber o Prémio Nobel da Paz.
A historia mostra que Deus conta com os jovens, mostra que os Jovens tem a força, resta agora se entregar sem reserva para verem o que Deus pode fazer por meio deles.
"Preparem-se, meus jovens, para se tornarem cada vez mais fracos; preparem-se para mergulhar a níveis cada vez mais baixos de auto-estima; preparem-se para a autoaniquilação - e orem para que Deus apresse este processo. C. H. Spurgeon"
Alan C. Corrêa

segunda-feira, 29 de junho de 2009

Lagrimas no olhar

2 comentários
Na ocasião em que Jesus chega até Betânia, ao encontro das irmãs Marta e Maria que estão em luto há 4 dias, o que não falta são lágrimas (João 11).

Está chorando Maria, João 11:33.
Está chorando os Judeus, João 11:33.
E até Jesus chora, João 11:35

As lágrimas são uma mistura de sais minerais (proteínas, gorduras...), quimicamente são todas iguais, o que é diferente são os sentimentos que a produzem. Acima temos exemplos de lágrimas que são quimicamente iguais mais sentimentalmente muito diferentes.

O choro de Maria, é fruto de um coração apertado e sem esperança, são lágrimas teimosas as que correm em seu rosto, ela enxuga uma, mas logo vem a próxima.O evangelista João usa a palavra do grego Klaio, para dizer que Maria chorou. Klaio diz respeito a um choro alto, um gemido desesperador em alta voz.

O Choro desses judeus que aparecem na historia, é um choro duvidoso, porque primeiro eles estão em casa com Maria, e quando a vê sair, a intenção deles é segui-la porque pode ser que ela esteja indo chorar (João 11:31), existem comentaristas deste texto que sugere a hipótese de se tratar de pessoas pagas para chorar (Carpideira), uma profissão e um costume muito comum da época de Jesus.

Depois, temos o choro de Jesus, o mais fenomenal, a palavra grega que João usa para descrever esse choro é Dakruo, que se refere a um choro silencioso, o derramar de lagrimas calmas.

Conclusão:
O choro de Maria ( Klaio), é o choro que estamos sujeitos a ter, são as lágrimas de quem pensa que não tem mais jeito, que tudo acabou, que chegou ao fim.

O choro daqueles judeus ( Carpideira), é o choro que não devemos ter. Acontece quando a ocasião exige mais o coração não se envolve, derrama-se lágrimas, mas por dentro, o coração esta inteiro. São lágrimas de crocodilos (falsas), durante muito tempo os antigos achavam que os crocodilos choravam o sofrimento de suas presas, até que se descobriu que esses animais abrem tanto a mandíbula quando mordem suas refeições, que comprimem a glândula lacrimal que por sua vez produz fluido (lágrima).

O Choro de Jesus (Dakruo), é o choro que devemos ter, chora se o momento, mais não chora se o futuro porque sabe-se que “Lázaro há de ser ressuscitado”, chora-se de dor, mas não chora de desespero porque sabe-se que existe uma esperança, é o choro de quem sabe que Deus esta no controle. Derrama-se lágrimas em silêncio que são levadas para o céu, e lá já não são mas substância químicas, mas são agora frases de oração diante de Deus (Sl 56:8).

Alan Corrêa

sexta-feira, 26 de junho de 2009

Fariseus e Jesus

0 comentários
JESUS é o anti-fariseu e o anti-escriba .

Jesus em suas pregações vacina o povo contra a aparente religiosidade que encobre a ambição pela glória entre os homens. Logo no início do evangelho de Mateus encontramos Jesus começando a desmontar o circo dos religiosos.

O investimento do fariseu era sempre no exterior, aumentar as franjas e alargar os filactérios para serem tidos por mais zelosos.

De nada adianta a bíblia aberta , os versículos nos panos de prato, os adesivos de carro, os diversos sinais exteriores, pois o ambiente de operação da palavra é o coração . A palavra de DEUS habite abundantemente em vós, é a admoestação de Paulo.

Quando necessário, Jeus soube ser discreto a fim de completar a missão dada pelo Pai e não inflamar a inveja dos líderes religiosos do povo.Se quisesse ficar famoso até os demônios fariam marketing para ele, mas os mandava calar; quando a fama eclodiu em Cafarnaum, seguiu para as pequenas aldeias, fez inúmeros milagres e pediu silêncio; transfigurou-se num alto do monte para três discípulos, não como forma de exibição, mas para fortalecê-los na fé; andou sobre ás águas de madrugada, nas outras vezes usou barco como o faria qualquer um de nós; recusou fazer sinais quando solicitado; por vezes evitou as multidões,pois não era carente de ser visto por muitos; pregou para uma mulher na beira da estrada; foi a província dos gadarenos libertar um homem e ser expulso depois; evitou se exibir em oração indo orar em lugares ermos.Ele não precisou de meios, aliás quem poderia esconder uma cidade como aquela edificada naquele monte.

Pediu que fossemos simples como as pombas...E a gente decidiu entender que era para se tornar com pavão...

E infelizmente muitos ainda acham que JESUS vale a pena porque ele somado a estrutura eclesiástica da igreja pode levar a fama.

Alessandro D. Corrêa

quinta-feira, 25 de junho de 2009

Morre Michael Jackson

0 comentários
Desde que a morte entrou nesse mundo ninguém mais saiu dele vivo (exceto Elias, Enoque), e o homem sendo então vunerável a tantos males passou a ser considerado fisicamente mortal como todos os outros seres vivos da terra (plantas, animais...)

Como alguns dizem se os seres humanos fossem transportado como mercadorias embaladas, suas caixas levaria com certeza o aviso de “ Cuidado Frágil” ou "Este Lado para Cima”.

Mais mesmo sabedor de que hoje estamos vivos e que sobre amanhã nada sabemos, milhares continuam desafiando o futuro vivendo o presente como bem quer, até que se depara com a morte.

Nesta quinta feira ,25 de Junho de 2009, morreu Michael Jackson, foi nesse mesmo ano que o cantor, criado entre os testemunhas de Jeová, vestiu um traje islâmico e foi até a mansão de um amigo em Los Angeles declarar fidelidade ao Alcorão.

Michael Jackson como era conhecido, também mudou seu nome para Mikaeel, nome de um dos anjos de Alá, (Fonte jornal online 'The Sun').

Michael Jackson não esta mas entre nós, os que ficamos vivos hoje, esse é o resultado do pecado que quando entrou no mundo trazia a bagagem morte com ele.

Faz milhares de anos que a morte vem vencendo os homens, mas fazem só 2 mil anos que ela não pode vencer um homem em especial, Jesus.

Naquela ocasião, na cidade de Jerusalém ela levou três homens que estavam pendurados na cruz dos romanos, mas um a morte teve que soltar porque Ele havia de ressurgir e viver para todo sempre.

Alan C. Corrêa

segunda-feira, 22 de junho de 2009

Jesus Chorou

0 comentários
Esse versículo ficou conhecido como o mais curto da bíblia, mais essa fama só vale para a versão em inglês. O que chama minha atenção é que um dos versículos mais ilustres das escrituras é lembrado por muitos apenas como o menor dos versículos (mesmo não sendo).

O fato é que muitos se satisfazem mais com uma curiosidade do que com a riqueza do conhecimento que a palavra transmite.

Em seu contexto temos a morte de Lázaro, e a pergunta que sempre surge, é o que fez Jesus chorar? Mas quero iniciar respondendo; o que fez João registrar esse episódio.

João mesmo admite que não havia espaço suficiente para registrar todos os acontecimentos da vida de Jesus (João 21:25) mesmo assim dá espaço para escrever que Jesus chorou, reforçando com esse registro o ensinamento do inicio de seu evangelho, quando escreveu que o Verbo se fez carne, mostra um Jesus que se fez homem, sem deixar de ser Deus.

"Em sua humanidade Jesus chorou por Lázaro; em sua divindade ele o fez sair dentre os mortos." Leão I

O Contraste que encontramos de um Jesus que chora e que com o rosto em brilho de lágrimas ordena: Lázaro vem para fora é no mínimo surpreendente.

Os Judeus não queriam ouvir que o Messias estava chorando, só podiam acreditar em um Messias resoluto avançando contra Roma, não eram capazes de entender um Jesus que diz tenho fome e depois diz Eu Sou o Pão Vivo que desceu do céu, um Jesus que diz tenho sede e depois diz aquele que tem sede venha a mim e beba, um Jesus que se sente cansado e repousa na popa do barco e que depois diz vem a mim todos os que estais cansados.
Alan C. Corrêa

quarta-feira, 17 de junho de 2009

Pés Acompanhados

3 comentários

Esta acontecendo um jantar em Betânia, um jantar que seria interessante Tomé estar presente por que ele veria Lázaro ressuscitado, a presença de Lázaro chamava a atenção de todos na mesa.

A quem diga que esta era uma cerimonia para honrar a Lázaro e quem sabe até ouvir sua experiência pós morte.
Lázaro realmente chamava a atenção de todos mas ele não era o destaque nem o principal convidado, Jesus estava presente e portanto Ele sim era o mais ilustre dos convidados e digno de honra.

Seja qual for a solenidade a visita presente mais importante não deve ser a do que recebe o milagre e sim a do que faz o milagre, pena que essa ordem inverteu e o que recebe a bênção acaba recebendo mais atenção do que o que faz o milagre.
Estão presentes também as irmãs de Lázaro, Marta e Maria. Em todas as ocasiões em que Maria aparece no mesmo cenário que Jesus temos a impressão de que algo nos pés de nosso Mestre a atraem, essa atracão não é como uma força magnética é algo maior é uma força de reverencia e adoração.

Quando Maria vê Jesus ela automaticamente é levada a se curvar ao seus pés, ela fica ao seus pés para aprender (Lucas 10:39) e em outra ocasião fica ao seus pés para pedir (João 11:32).E agora nessa reunião solene o que vai acontecer ? acertou, Maria vai outra vez se prostrar aos pés de Jesus.

"Ela então tomando um arrátel de ungüento de nardo puro, de muito preço, ungiu os pés de Jesus, e enxugou-lhe os pés com os seus cabelos; e encheu-se a casa do cheiro do ungüento."

Maria mais uma vez fica no lugar certo, os pés de Jesus. A casa ficou repleta do cheiro precioso de um nardo que não havia sido diluído, e é para Jesus de Nazaré que todos estão olhando agora, é Ele o centro das atenções e digno de adoração.

Mesmo que o objetivo inicial fosse honrar a Lázaro, o mesmo não foi possível porque Jesus realmente estava presente, já quando Jesus não está presente o povo acaba conseguindo glorificar o homem que recebe o milagre, e não o Filho do Homem que o faz.
Alan C. Corrêa

sábado, 6 de junho de 2009

Como Era Jesus ?

0 comentários
A pena que estava nas mãos dos evangelistas Inspirados pelo Espírito ( Mateus, Marcos, Lucas e João) não deixaram uma única palavra amiga que descrevesse as características físicas de Jesus. Nada sabemos da sua aparência ou estatura.

A bíblia diz que para a tradição de sepultamento da época, Nicodemos no sepultamento de Jesus, “levou quase cem arráteis de um composto de mirra e aloés. “(João 19:39), o que corresponderia a aproximadamente 45 kg, alguns teólogos aplicam a esse contexto uma teoria de que na época o peso da mirra e aloés deveria corresponder à metade do peso de um corpo vivo, sendo assim Jesus Cristo deveria pesar cerca de 90 kg.

Essa é só uma especulação, mais que choca a imagem do Jesus que a cultura embutiu em nossa cabeça ao longo dos anos.

Imaginar um Jesus com 90 kg, forte ou até gordinho vai contra a nossa memória do Jesus que vimos quando ainda éramos crianças no flanelógrafo da escola dominical.

Se pedíssemos para um grupo de alunos desenharem o Espírito Santo, muitos vão desenhar uma pomba, uma botija de azeite, um feixe de luz, mais ninguém vai lembrar de desenhar uma pessoa. Com a imagem de Jesus acontece a mesma cousa (Quase sempre em uma Cruz).

Jesus infelizmente aparece nos quadros e nas esculturas por quase 1500 anos sempre preso na Cruz, mais nós sabemos que Ele esteve lá apenas 6 horas.
A imagem do Cristo Redentor (RJ) de braços abertos nunca vai poder representar o nosso Cristo, a diferença é que aquele tem um coração de pedra que não se compadece diferente do nosso que sempre sente intima compaixão pelos que perecem.

Bem falou Plilip Yancey, que os fatos biográficos de Jesus considerados essências para os leitores modernos simplesmente não preocuparam os escritores do Evangelho.
O que sabemos é que quando aqui na terra sua aparecia era como a de nós, mortais.

"O Deus de poder enquanto percorria.
Em suas majestosas roupagem de gloria.
Resolveu parar, e assim um dia.
Ele desceu, e pelo caminho se despia."
George Herbert


Alan C. Corrêa

terça-feira, 2 de junho de 2009

Orgulho - Parte 2

0 comentários
Por vezes as obras podem tornar o homem orgulhoso, se ele não as considera OBRA do Espírito.

Há quem pense que é melhor porque veio a CRISTO, ignorando que ninguém espontaneamente vai a CRISTO, DEUS o atrai. Ninguém diz JESUS é o SENHOR, a não ser pelo Espírito.

No meio cristão muitos sentem se em situação melhor por não praticarem alguns pecados tidos por mais grosseiros, é a mentalidade do fariseu em ação hoje. Jesus trouxe a consciência da pecaminosidade mais sutil, a dos sentimentos: cobiçar, odiar, desejar, invejar, não se importar, não amar, não perdoar, não ajudar.

Na maioria das vezes fazemos eleição dos próximo uns consideramos igual a nós, outros superiores e outros inferiores, porém a ordem é cada qual considere o outro (todos os outros) superior a sim mesmo.
Paulo nos lembra que os membros que são considerados mais fracos são necessários, ou quem aqui corta um dedo em função da força do braço? É inconcebível um corpo sem cabeça, mas nem a cabeça diz aos pés não tenho necessidade de ti.
A gente se acha e acha dos outros, mas DEUS nos conhece. Pedro achava que tinha uma determinação, daí dizer ainda que todos te neguem eu nunca te negarei.

A ênfase do evangelho não é o que nós fazemos para DEUS, mas o que DEUS fez por nós. O orgulho faz a gente pregar a nós mesmos, a humildade faz a gente pregar a CRISTO. Todo aquele que no púlpito diz eu e meu demais, está infectado pelo orgulho. DEUS sempre é a fonte é nós o meio.

Alessandro C. Corrêa

domingo, 24 de maio de 2009

Sinergia em campos do Reino

0 comentários
Julguei, contudo, necessário mandar-vos Epafrodito, meu irmão e cooperador, e sunergos (companheiro) nos combates Filipenses 2:25

Paulo sabia do poder que tem o trabalho em equipe em pro do reino.
A palavra companheiro que ele usa para com Epafrodito no grego é sunergos de onde vem o termo sinergia em português.

"Todo o corpo, bem ajustado, e ligado pelo auxílio de todas as juntas, segundo a justa operação de cada parte, faz o aumento do corpo", Paulo sabia que a união gera sinergia.

Na sinergia a soma de todas as partes não é igual ao todo é bem maior.
Por exemplo; um cavalo consegue puxar 400 kg enquanto o outro pode puxar 700 kg, a união dos dois não resulta em 1100 kg, mais sim em uma tonelada e meia (1500Kg), a soma das partes individuais é maior que o todo, isso é sinergia, a força que gera quando estamos unidos.

Uma só abelha nunca conseguiu afugentar uma única pessoas se quer, mais um enxame de abelha sim.
O termo (Sinergia) tem sido ultimamente muito usado em palestras que incentiva o trabalho em equipe, e para alguns ainda é um termo novo, desconhecido, porém temos fortes indicios da evidencia deste fato nas sagradas escrituras como Eclesiastes 4, e outros que vamos ver em seguida.

Por exemplo: Seria Levitíco 26:8 quando diz; " Cinco de vós perseguirão a cem, e cem dentre vós perseguirão a dez mil" o primeiro exemplo de sinergia ?
Observe a proporção, que segunda a matemática esta errada; cinco persegue cem, ou seja cada pessoa persegue vinte, mais no segundo exemplo (Cem de vós) cada pessoa persegue cem, ou seja quanto maior a união maior é a força.

Sera que ainda temos motivos para sermos sozinhos, quando unidos as forças induviduais somadas são maior do que o todo ?

Alan C. Corrêa

sábado, 16 de maio de 2009

Procura-se o contexto

1 comentários
Quando alguém tira um texto de seu contexto esta de certa forma decapitando as escrituras. O texto uma vez violentado com a decapitação do pregador, se torna violado e só serve para afirmar sua vontade e não a de Deus.

Usar o texto e seu contexto com a iluminação do Espírito é ver palavras sair da boca de Deus, usar o texto sem o contexto é colocar palavras na boca de Deus.

Recentemente eu li concernente a estes calendários de belas paisagens acompanhadas com versículo bíblico o seguinte ” Tudo isso te darei se prostrado me adoraresMat 4:9. O editor do calendário só esqueceu de ler o contexto pra descobrir o autor da frase que nesse caso era Satanás.

Não sei se o fruto de tantos textos isolados é a preguiça de ler as escrituras, se bem que para os amantes deste tipo de literatura não é necessário a bíblia, basta a famosa caixinha de promessas (Já vem sem contexto).

A “Trinity Broadcasting Network”, a maior rede de televisão cristã no mundo, entrevistava um desses lideres de ministério. E ele dizia que seu ministério esta totalmente baseado em sua “vida versículo”, Mateus 19:26 “Com Deus tudo é possível” Deus me deu este versículo (Mateus19:26), porque nasci em 1926.

O Repórter intrigado com esta teoria de “vida versículo”, agarrou uma bíblia “nasci em 1934”, disse ele. Minha “vida versículo” deve ser Mateus 19:34, então descobriu que Mateus 19 tem apenas 30 versículo. Implacável ele então pulou para Lucas, e ao ler Lucas 19:34 “ O Senhor precisa dele” ficou emocionado, e exclamou “O Senhor precisa de mim, o Senhor tem necessidade de mim”. Minha “vida versículo” é maravilhosa, eu nunca tive uma “vida versículo” antes, mais agora o Senhor me deu, oH Jesus, Aleluia. E a plateia presente no estúdio começou a aplaudir entusiasmada.

Naquele momento, porém, a esposa do líder subiu ao palco e disse : espere um minuto querido, você não pode usar este versículo, ele esta falando de um burro !.

Alan C. Corrêa

quinta-feira, 14 de maio de 2009

Orgulho - Parte 1

1 comentários
Cito alguns sinais do orgulho, visto que uma doença se faz conhecer assim. Não os menciono, para que você possa reconhecer a doença em outro, mas para reconhecer em você. Perceba como quase sempre o orgulhoso é o outro, isto porque o orgulhoso sou eu .

A bíblia não é um livro para enxergar nele o outro, é para enxergar a mim. As admoestações da Palavra são: Tira primeiro a trave do teu olho, olha para ti mesmo para que não caia, tem cuidado de ti, julgue a si mesmo, examine a si mesmo, miserável homem que sou etc .Moralismo é se escandalizar com os pecados alheios, arrependimento é olhar para dentro de si.

A salvação pela graça fere o orgulhoso, pois este deseja alcançar a DEUS pelas suas obras, e lemos que é pela graça que ninguém se glorie. Somos exortados a continuar crendo em CRISTO a cada dia, visto nossa propensão a começar crer nos meios próprios: presença no culto, jejum, dízimo, alguma ajudinha dada, uma oração que fez, o famoso sacrifício.

Neste tempo de tanto negócio com DEUS vale lembrar que JESUS não intercedeu por nós apenas, ele vive para interceder por nós; não foi o Caminho que nos levou a DEUS, ele é a cada dia o Caminho; que o sacrifício que me garante não é o meu, é o dele; que a oferta que nos torna aceitáveis não é a monetária, é a oferta de CRISTO.

Daniel ora confiando nas misericórdias de DEUS, não nos feitos próprios, e isto após entregar sua vida em obediência na cova dos leões.
Alessandro D. Corrêa

segunda-feira, 4 de maio de 2009

Apelo Missionário

2 comentários
Ultimamente vale tudo na tentativa de amenizar o atraso que provocamos na tarefa de ir por todo mundo e pregar o evangelho a toda criatura.

Vale dizer que a Coca-Cola esta em mais partes do mundo do que o Evangelho, uma comparação ridícula. A Coca-Cola é um produto que entra e sai das prateleiras, Evangelho é uma mudança de vida implica em uma conversão de valores e atitudes, em um país islâmico ninguém morre por comprar uma Coca-Cola mais se morre por aceitar a Jesus como salvador.

Vale realizar congresso com alto custo para a entrada dos participantes que vão ouvir palestrantes formados em universidade e que nunca conheceram o campo e que usam mais estatísticas do que a Palavra.


Vale dizer que as igrejas estão atrasadas em seus métodos evangelísticos e que devem criar novas táticas de evangelismo (Mais atraentes) que moldam o evangelho ao homem pós-moderno e não exige que este molde aos princípios do evangelho.

Vale ignorar o contexto da escritura e dizer que se o evangelho não for pregado a toda criatura Jesus não ira voltar, essa frase é impactante mais não é bíblica. O texto diz “E este evangelho será pregado a toda criatura... e então vira o fim Mt 24:14 “ o fim aqui é juízo final e não a primeira volta de Jesus (Arrebatamento). Interpreta erroneamente este texto é condicionar a volta de Jesus que é eminente.

Vale usar jargões do tipo : “ Pés que vão, joelhos que se dobrão e mãos que dão” quer dizer que se você não puder ir então você deve orar ou contribuir e esta tudo bem, como que se a oração e a contribuição pudesse substituir a ordem imperativa de Jesus que diz “ Ide”.

Vale tudo nesse apelo, pelo jeito só não vale realmente ir, a janela 10/40 ou ao seu vizinho.

Alan C. Corrêa

domingo, 26 de abril de 2009

Homens são como peixes

0 comentários

O reino e a rede lançada ao mar.
Mateus 13 : 47,48.

Jesus como um professor de excelente didática faz uso nesta parábola de uma imagem comum na memória dos discípulos " a pesca".

Quando os pescadores chegam a praia é hora de fazer a seleção, separar os bons dos ruins. Os ruins não são os peixes pequenos, caso fosse seriam devolvidos ao mar, e o texto diz que os ruins são jogados fora.

Os peixes ruins na cultura dos judeus são aqueles que não estão no padrão de qualidade estipulados na Torá conhecida tal pratica como as leis "kashrut".

Entre os animais que vivem na água, eis que podereis comer: podereis comer tudo o que tem barbatanas e escamas (Levítico 11,9).

Os peixes que são jogados fora, são aqueles que não tem barbatana ( peixes que não são ágeis ) e os que não tem escamas (quando o peixe não possui barbatana na maior parte das vezes também não tem escama), Deus estava facilitando a identificação destes peixes.

O motivo de não comer os peixes sem escamas é simples de compreender os que não tem escama são peixes vulneráveis a contaminação, afinal as escamas são como armaduras dos peixes.

O Dr. Davi Macht, notável autoridade em matéria de tóxicos de drogas e animais, disse depois de realizar pesquisas nesses tipos de peixe que " parece existir alguma base científica para a antiga classificação de peixes comestíveis e não comestíveis, isto é, os que têm escamas e os que não as tem"

É a ciência comprovando a autoridade das escrituras, mesmo esta (escritura ) nunca dependendo da comprovação cientifica.

Bem, mais voltemos a parábola, Jesus esta dizendo que os peixes que são jogado fora são aqueles que se contaminaram, são os peixes sem barbatanas, que não são ágeis.

O assunto é escatológico, nesse dia todas pessoas que se contaminaram com o mundo, aqueles que se adequaram a forma do mundo (Rm 12,2) e viveu estagnado, sem nunca interagir na atividade do reino, serão jogados fora.

A santidade em Jesus é nossa armadura (escama) contra a contaminação deste mundo e o exercer o "Ide por todo mundo" é ter as barbatanas que nos mantém ativo para fazer com que outros peixes conheçam a Jesus e ganhem escamas para ser poupado no dia da seleção.

Alan C. Corrêa

sábado, 18 de abril de 2009

Unção outros não são

1 comentários
O Substantivo (Unção)
Unção, todo mundo quer ter, até quem não sabe o que é.
O termo deixou de ser bíblico depois que passou a ser composto.

Hoje temos unção “ Unção da prosperidade”
“Unção de Multiplicação”
“ Unção de Conquista”
“Unção da capa de Elias”

“Unção do Cai, cai” e acreditem tem até a “ Unção da lagartixa”.
E que bom seria se acabasse por aqui, porém imagino que a unção da multiplicação, multiplicou os nomes de unção.

O Verbo ( Ungir )

No mercado circular a regra sempre é : para aumentar a procura deve aumentar a oferta, então vamos lá.

Você pode levar o óleo da unção por apenas R$ 16,50 a compra pode ser feita pela internet, com ele vai poder ungir sua casa contra mau olhado, pode ungir seu carro, cartão de credito. E caso tenha duvida se com ele pode ungir as partes intimas de seu marido recomendo mesmo se seu pastor responder sim, que você consulte o químico responsável pelo produto.

O Adjetivo ( Ungido )

Muitos querem ser chamados de ungido e em sua vaidade até pensam ser eles apenas ungidos enquanto o resto da igreja não é.
O titulo de ungido tornou alvo de ambição de quem não aceita ser como os outros.
Sempre apelam diante da critica para texto como ” Não toqueis no meu ungido” texto que fala concernente a agressão física e não repreensão doutrinaria, Paulo sabendo disso não receou em repreender o também ungido Pedro.
O adjetivo ungido é para todos o que possuem o Espírito Santo, e quem tem o Espírito já tem a Unção. 1 João 2: 20, 27

Explanação

No antigo testamento a unção era um ato cerimonial praticado pelo os judeus, eram ungidos reis, sacerdotes e profetas com o intuito de outorgar poder, separar e confirmar perante todos o oficio, também eram ungidos parte do tarbenaculo, e estava presente no dia a dia como purificação e tratamento terapêutico.

Agora no novo testamento a unção com óleo aparece apenas para os doentes.
A ação do antigo testamento de outorgar poder, separar não é mais figurada pela a unção com óleo mais sim pela ação do Espírito Santo quando entra na vida do homem. No novo testamento não é mais o sacerdote (pastor, bispo, apostolo ) que unge, mas é Deus, e não faz como um ato cerimonial de derramar o óleo mais sim de enviar o seu Espírito aquele que recebe o Filho por Salvador. 2 Cor. 1:21

Infelizmente hoje muitos voltaram a praticas judaizantes e querem ungir tudo pensam que o óleo tem poder mágico. Ungir tornou se em mais um “ponto de contato” para os que não conseguem ainda se familiarizar com a fé que é invisível.


Alan C. Corrêa

quarta-feira, 8 de abril de 2009

O Pai nosso

0 comentários
Jesus esta orando e os discípulos assistindo, quando termina um de seus discípulos pede para que Ele os ensine a orar. A oração rotineira para todos os judeus é o shema .

O Shema é a citação de algumas pequenas partes da Torá que estão em Deuteronomio e Números.

Os Judeus repetem todos os dias (pela manhã e noite ) esta oração. Foi por isso que Jesus fala nos versículos anteriores ao “Pai nosso” para não usar de vãs repetições, era uma confrontação direta ao costumes dos Judeus de repetirem o Shema.

Outra característica desta oração é que o Talmud ( Escrito Cerimonial Judaico ) afirma que é admissível orar em qualquer idioma que possa entender, mesmo assim o judaismo tradicional que é muito religioso só aceitava a oração que fosse feita em Hebraico uma língua considerada para eles sagrada. Isso era tão real que conta-se uma historia clássica de um Judeu ignorante que não falava o hebraico mais que queria muito orar.

O homem começou a recitar o hebraico só que ele sabia apenas o afalbeto. Ele recitou uma e outra vez, até que um rabino perguntou o que ele estava fazendo. O homem disse ao rabino, " Santo e Bendito seja Ele que sabe o que está no meu coração, estou dando lhe as cartas, e Ele com elas forma as frases para mim"

Quando Jesus ensina a oração do Pai nosso mesmo sabendo falar o hebraico Ele a faz de proposito em Aramaico ( Aba pai ) justamente para confrontar a religiosidade das orações dos judeus.

O Shema é a oração mais importante para o judaísmo, traz sua regra de fé Monoteista, porém com uma curiosidade peculiar ela não fala diretamente a Deus, ela se dirige a Israel (Shemá Yisrael Ad-nai Elokêinu Ad-nai Echad - Escuta ó Israel, Ad-nai nosso D-us é Um).

E quando Jesus diz vos orareis assim : “ Pai nosso... “ Ele vai contra tudo o que o judeu estava acostumado, pois Ele fala diretamente com Deus. A nossa comunhão com Deus permanece como Jesus ensinou, é direta para com Ele.
Alan C. Corrêa

terça-feira, 31 de março de 2009

A Cruz, a nossa.

1 comentários

O fundamento de nossa fé é a cruz não é uma cidade como Meca ou Roma, é um instrumento usado para morte.

Tirar a cruz do evangelho é tirar as cores secundarias de um arco-íris, continua arco-íris, porém sem vida. Como definiu Bonhoeffer um missionário que foi morto nos campos de concentrações “ graça barata é como graça sem cruz

Infelizmente hoje são muitos os atalhos oferecidos em denominações para nos facilitar a caminhada, amenizando nossa real responsabilidade mas a "verdadeira teologia e o reconhecimento de Deus estão no Cristo crucificado” M. Lutero.

O verdadeiro discípulo carrega sua cruz, com uma diferença, no final da via dolorosa o discípulo não morre na cruz por que Jesus já morreu nela por ele.

Jesus não morreu na cruz para nos livrar do instrumento de morte mas para algo maior como falou Jonh Piper “Cristo morreu para nos salvar do inferno, não para salvar-nos da cruz.”

A cruz permanece, é a morte do nosso eu, é o “negar-se” que Jesus falou é o fardo que carregamos preocupados com tantos outros que ainda dormem em escuridão é como escreveu Max Lucadocarregar a cruz de Cristo, portanto, é tomar a aflição de Cristo pelas pessoas do mundo

Quem via um individuo carregando uma cruz na quela época tinha certeza de uma coisas, iria morrer, a cruz continua sendo um indicador de morte, mas morte de nosso eu.

Bem, não somos obrigados a carregá-la como foi Simão de Cirene, ela é uma condição de quem quer seguir a Cristo, é para aquele que quiser ir a pós Ele, e para aqueles que quer viver o verdadeiro sentido da caminhada cristã.

Alan C. Corrêa

sexta-feira, 20 de março de 2009

O aquecimento da terra prometida

0 comentários

É impossível falar de aquecimento global sem falarmos da subida dos oceanos, uma das maiores consequência do aquecimento que esta em passos acelerados.

Não quero discorrer sobre textos como Lucas 21:25 ( Bramido do mar ), se refere-se ou não a subida dos oceanos ? quem sabe em outra oportunidade falemos sobre, quero falar da preocupante situação ambiental que se encontra a terra prometida.

A subida dos oceanos consequente do degelo das geleiras entre outros fatores ameaça diretamente as regiões mais baixas da terra.

Enquanto os românticos se preocupam com a doce Veneza, e o turismo em geral com as lindas cidades litorâneas, grupos de arqueológicos estão preocupado com o oriente médio, uma região rica em evidencias das 3 principais religiões monoteísta do mundo.

Cidades como a antiga Jericó localizada na Palestina, que fica na região mais baixa da terra, esta na lista das principais cidades ameaçadas, quando o mar avançar vai apagar a geografia do caminho onde Jesus realizou milagres.
Porém a subida do oceano não pode afogar nossa fé que independente de escavações arqueologicas, localizações geograficas, evidencias palpáveis, prevalece dizendo Ele é real e esta vivo e uma coisa é certa Deus esta no controle e é “ Ele que junta a água do mar em um odre” Salmo 33.

Alan C. Corrêa

segunda-feira, 9 de março de 2009

Fariseus hipócritas dos dias de hoje

0 comentários

DR. Hollywood e JESUS são antagônicos. O cirurgião plástico trabalha o aperfeiçoamento da imagem, enquanto JESUS enfatizava a importância do aperfeiçoamento das intenções, sentimentos e motivações.

JESUS nunca se enganou pelas exterioridades humanas, nem necessitava que alguém lhe desse testemunho do homem, pois ele bem sabia o que existia no homem. A diferença entre o olhar de JESUS e o nosso está na possibilidade DELE olhar dentro ou para dentro.

JESUS quer que o exterior seja a expressão do interior, e quando não é assim, o que existe é hipocrisia.

Fazer gestão da imagem é ser o fariseu de hoje.

Buscastes limpeza de mãos; não defraudaste, não feristes o próximo, não subornastes ninguém e nem tocastes no proibido. Tudo isto é bom! No entanto, lembra amigo, que JESUS disse bem aventurado os limpos de coração, não de mãos! Pois quantas vezes fugistes dos pecados acima para fazer gestão da tua imagem e outras tantas isso só não aconteceu como exterioridade, mas habitou teu coração!

Fugiste do ato de adultério em si, mas conseguiste não olhar com impureza? Qual era tua motivação? A obediência a DEUS ou a preservação da tua imagem, agenda e cargo? Amigo, lembra que para JESUS o que importa não é somente o ato, mas o que existe como desejo, pois disse “ aquele que em seu coração olhou com intenção impura, já cometeu adultério”.

Nunca feriste ninguém, muito menos mataste, mas se cultivastes o ódio, também és réu de juízo!

Fotos de casais sempre são românticas: poses, sorrisos e paisagens. E se fosse inventada uma máquina capaz de fotografar a alma dos pombinhos? Quantos casamentos sobreviveriam? Por que o que muitos casais fazem é gestão da imagem. Lembra que DEUS não tem prazer no divórcio e nem na hipocrisia!

Leste como louco a bíblia e comentários dela . Mas o que deixou de ser conhecimento e tornou-se pão que faz viver? Quanto deixou de ser leitura e tornou-se espírito e vida? Quanto foi gravado na mente e quanto foi escrito nocoração? Não se satisfaça com as exterioridades das práticas devocionais!

Quantas vezes orastes, porque tua função é esta, teu costume é este e o momento pedia isto, mas no coração não havia fé. Lembra que isto aconteceu com Zacarias e com a igreja que orava por Pedro. Por que acha demasiadamente difícil que aconteça contigo?

Quantas vezes cantastes porque foste chamado, ou porque era o momento no culto. Há quanto tempo tua alma não engrandece ao SENHOR? Lembra que JESUS não se impressiona com palavras, nem com hinos, e nem melodias e constata que o povo é capaz de louvar com a boca e manter o coração longe.

Quantas vezes gritastes Glória para atender a demanda do culto, fazer coro com os irmãos, evitar ser chamado frio, atender o pregador. Grito pra fora e silêncio sepulcral para dentro!

Entregastes ofertas, dízimos, sacrificastes até o que não tinha. Querias primariamente fugir do devorador e não ser amaldiçoado, mas tudo que deste que não foi por amor, de fato nunca existiu como entrega para DEUS, pois ama ao que dá com alegria e com amor, não o interesseiro, medroso e investidor.

Pregastes, cantastes, evangelizastes, expulsastes demônios, fizestes maravilhas. Realizastes a obra de DEUS para fora, mas se não permitiste que DEUS realizasse a obra DELE dentro de você, és um desconhecido de JESUS que usa o nome DELE!

E se ainda entregares teu corpo para ser queimado, deres tudo que tens aos pobres, falares a língua dos anjos, entenderes mistérios e ciências, diante disso tudo seres consagrado publicamente como o cristão do século, e no fim não tiveres amor, nada aconteceu para DEUS, pois era tudo incoerente entre o exterior e o interior: lobo em pele de cordeiro, sepulcro caiado, figueira sem fruto, copo limpo do lado de fora,etc.

JESUS opera dentro de nós, Amém!

Alessandro D. Corrêa

Púlpito Vazio

1 comentários

“Eu, de muito boa vontade, gastarei e me deixarei gastar pelas vossas almas;..”(II aos coríntios 12:15)

O pregador pode ter a eloqüência de Apolo mais se lhe faltar o conhecimento e a comunhão com Deus, seu sermão vai ser como disse Lloyd Jones “ luz sem calor “.

Trocar o púlpito por um show é roubar da ovelha o direito de comer nos verdes pastos do salmo 23, levar para nossos púlpitos profetas com falsas profecias que expulsam demônios que não existem e alarma curas que Deus não realizou é transformar aprisco em arraial de espetáculo.

Já não agüento mais jargões, frases prontas, promessas de uma exegese feita ao meu favor, não quero ser manipulado por um orador que quer um auditório radiante quando deveria querer o corpo de Cristo edificado, quero a palavra revelada em seu sentido comum mais de uma fonte boa.

Um bom sermão não nasce de um mero acaso, nasce como uma vacina, em uma laboratório com anos de pesquisa, tem que nascer como diz Charles Finney “ Estudando a bíblia de joelhos até que receba a revelação Divina”

Perguntou-se em certa ocasião ao famoso evangelista H.W. Beecher:
– Quanto tempo levou para preparar o sermão desta manhã?
– Quarenta anos, foi a resposta.

Quem não goste de lê que também não goste de ensinar, se os pregadores freqüentarem mais seu quarto de estudo e de oração, nós não vamos mais ver uma igreja que sai do culto simplesmente feliz pelo o que ouviu, mais que sai se condenando porque minutos antes sua vida foi confrontada e não massageada.

Qual é o segredo de pregadores bem sucedidos como João Wesley, se não a dedicação, olha como era sua agenda:

Segundas e Terças – Grego, Historia romana e Literatura.
Quarta – Lógica e Ética
Quinta – Hebraico e Árabe
Sexta – Metafísica e Filosofia Natural
Sábado – Composição de oratória e Poesia
Domingo – Dinvidade.

Se um bom musico investe seu tempo ensaiando horas para tocar uma única musica com excelência, quanto tempo o pregador deveria investir para levar alimento verdadeiro a tantos que estão sedentos ?

– Certo Quaker velho, que encontrou seu pastor passando o tempo
numa caçada lhe disse:
– Sr. Parson, se eu fosse uma raposa, saberia esconder-me de tal
maneira que nunca me acharia.
– E onde ia se esconder?
– Em seu quarto de estudo, respondeu astutamente o Quaker.

Alan C. Corrêa